CHANTE FRANCE

Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

O EVANGELHO DE JESUS PARA O PEQUENO APRENDIZ


           O EVANGELHO DE
JESUS= PALAVRA DE DEUS

1
No princípio era a Palavra
Que com Deus permanecia.
E a Palavra era Deus
Fora dela nada havia.
Sem Ela nada se fez
Por Ela tudo se cria.
2
Ela era a própria Vida,
Que para o mundo aparece;
A Vida que é a Luz dos homens
Que nas trevas resplandece:
Mas os homens preferiram
O Mal que o mundo oferece.
3
 E a Palavra se fez carne,
 No meio da Humanidade,
 E nós vimos sua Glória
 Descendo da eternidade,
 Pois Ela é o Filho de Deus
“Cheio de Graça e Verdade”.

4
Jesus é a Palavra viva
Que Deus Pai pronunciou.
Ele fala e realiza
O que o Pai lhe ordenou.
Em Jesus se concretiza
Tudo o que a Bíblia falou.
5
Foi em Belém de Judá
Que o Filho de Deus nasceu.
Sua Mãe foi uma Virgem,
Que Virgem permaneceu.
E para escapar de Herodes
No Egito se recolheu.
6
Depois que Herodes morreu,
José recebe um aceno
Do Céu lhe dizendo: Sai,
Leva Maria e o Pequeno;
Vai morar em Nazaré
Para Ele ser Nazareno.

7
Então surgiu João Batista
Que vivera no deserto
Pregando o Reino de Deus
Mostrando o Caminho certo
Dizendo: mudai de vida,
A Salvação já está perto.

8
Voltando de Nazaré
Por João foi batizado,
Então o Céu se abriu
E o Espírito lhe foi dado
E uma Voz do Céu falou:
“Escutai meu Filho amado”.
9
Um dia João batizava
Para um Viver mais fecundo
Quando avistou Jesus Cristo,
Então disse em tom profundo:
“Eis o Cordeiro de Deus
Que veio dar Vida ao mundo."
10

Em seguida Jesus Cristo
Foi ao Deserto levado;
Quarenta dias passou
De Jejum muito pesado,
E estando fraco e abatido
Foi pelo Diabo tentado.
11
Mas Jesus não é vencido
Por nenhuma tentação.
Só Deus Pai é o ser Supremo
Que merece adoração.
“Então o Diabo afastou-se
Até outra ocasião”.
12
Depois que João fora morto,
Jesus a todos falou:
“O povo que andava em trevas
Uma Luz forte encontrou”
“Acreditai no Evangelho
O Reino de Deus chegou”.

13
Em seguida chamou Pedro,
André, Tiago e João,
Felipe e Bartolomeu;
Mateus, Tomé e Simão,
Tiago e Judas Tadeu
E o Judas da Traição.
14
Entrando na Sinagoga
Leu para o povo escutar:
“O Espírito do Senhor
Me  ungiu para Falar,
Para Soltar os cativos
E a vista Recuperar.

15
Então Jesus afirmou:
“O que acabaste de ouvir
Hoje em Mim se realizou,
Eu sou o esperado por vir;”

Mas muitos enfurecidos
O procuram destruir.
16
Mas Jesus livre saiu,
Do que estava acontecendo
E subindo uma colina
Muita gente ficou vendo.
Então se pôs a falar
E os ensinava dizendo:


       Bem Aventuranças
17
Bem felizes, em verdade,
Os Pobres de Coração
Que passam por grandes penas
Ou por grande humilhação
Porque deles é o Reino
Do Céu eterna Mansão.

18
Bem felizes, em verdade,
Os mansos que, sem gritar
Suportam ser afagados
E não podem se expressar,
Porque por certo em Herança
Nova Terra vão ganhar.

19
Bem felizes, em verdade,
Os Aflitos desprezados
Que na vida são esquecidos
E choram amargurados,
Mas guardam a Fé em Deus,
Porque serão Consolados.

20
Bem felizes, em verdade,
Os que vivem flagelados
Pela fome e pela sede
De Justiça e são açoitados,
Inocentes ou sem culpa,
Porque serão saciados.

21
Bem felizes, em verdade,
Os Misericordiosos
Que usam seus Corações
Para serem mais bondosos
Pois de Deus Misericórdia
Alcançarão gloriosos.

22
Bem felizes, em verdade,
Os puros de Coração;
Os que guardam o Caminho
Que conduz à perfeição
Conforme mostrou Jesus
Pois um dia a Deus verão.

23
Bem felizes, em verdade,
Os que promovem a Paz
Porque o divino Poder
Em filhos de Deus se faz
Pois só o Amor do Deus Trino
Deste prodígio é capaz.

24
Bem felizes, em verdade,
Os que são caluniados,
Por motivo do Evangelho;
Mas suportam conformados.
Alegrai-vos, pois, no céu
Glória e Dons vos serão dados.

               25
Atendei ao que ouvís,
Pois todos serão medidos
Na medida em que os outros
Forem por vós ofendidos.
Procurem todos ouvir
Os que tiverem ouvidos.
        2
A Lei Antiga e a Nova
Não vim destruir a Lei,
Mas vim dar-lhe perfeição.
Passará o Céu e a Terra
Mas meus Mandamentos, não.
Os que cumprem minhas Ordens,
No Céu, Comigo estarão.
        27
21,22   
Foi dito: “não matarás”
Mas Eu digo: é muito pouco.
Quem se volta contra o irmão
Lhe fere ou lhe dá um soco,
Já cometeu injustiça
Mesmo só chamando-o louco.
        28
23,24   
Se te apresentas levando
Tua Oferta para o Altar,
Se te lembras que alguém
Tem algo pra te acusar,
Deixa tudo e vai primeiro
Com ele te apaziguar.

        29
27,28 
“Não cometas adultério”
Foi dito no tempo antigo
Contudo agora Eu garanto
E na verdade Eu vos digo:
Se cobiçares mulheres
O adultério está contigo.
        30
33,36  
Também foi dito: “não jures”
Em nenhuma ocasião.
Em tudo sejas sincero
No trato com teu irmão.
Diga “Sim” quando for “Sim”
Diga “Não” quando for “Não”.
        31
38-41
Foi dito: “olho por olho”
Foi dito: “dente por dente”
Eu porém a todos digo:
Não resistam ao valente.
Se alguém mil passos te obriga
Vai outros mil mais à frente.
        32
43-46
Foi dito: “ama o teu próximo”
Mas odeia o inimigo,
Porem Eu digo: não ames
Somente quem está contigo.
Façam bem a qualquer um
Como Deus que é sempre amigo.
             33
46-48  
Não façam como os Pagãos
Que só querem seu proveito.
Se comportam como querem,
Cada um com o seu jeito;
Mas sejam como Deus Pai
Que é Santo e em tudo perfeito.
        Boas Obras
        34
Não procures elogios;
Segue sempre a estrada estreita;
Tua esmola, no silêncio,
Te dá Paz e te deleita,
Por isso não saiba a esquerda
O que faz tua direita.
        35
5-9   
Não imites os hipócritas;
Tudo no claro fazei,
Deus vê todo o vosso agir;
Seu Santo Nome temei
E quando fordes rezar
A Deus Pai assim dizei:
        36
9-10  
Pai nosso que estás nos céus,
Contigo é nossa morada,
Teu nome seja bendito,
Tua memória conservada,
Teu Reino seja bem-vindo,
Tua Vontade realiza
37
11,13  
Dá-nos hoje Pão da Vida;
Perdoa nosso pecado,
Como sempre perdoamos
A quem passa ao nosso lado,
Nos livra das tentações
E do Mal a nós lançado.

        38
16-18 
Também quando jejuamos
Não mostres semblante triste,
Lava a Cabeça e teu Rosto,
Pois a vaidade existe.
Que apenas Deus te elogie,
Pois Ele sempre te assiste.
        39
24-32  
Ninguém serve a dois Senhores,
Ou a Deus ou à riqueza
Deus olha as aves do céu,
As plantas da natureza
E cuida da Vida Humana
Com muito amor, com certeza.
        40
33-34   
Portanto o Reino de Deus,
Antes de tudo buscai.
Primeiro a sua Justiça
Com firmeza procurai.
E tudo vos será dado,
Por isso em Deus confiai.

    41
Toda Escritura e os profetas
São de Deus o Porta Voz
É sua Palavra de Vida
Para o bem de todos nós,
Quereis que os homens vos amem,
Pois amai-os também vós.

        42
Quem minha Palavra escuta
E pratica o que Ela ensina,
Se torna forte invencível
Terrível como uma mina
Permanece para sempre
E nunca verá ruína.
        43
   Ministério de Cura
Então Jesus começou,
Seu Ministério de cura.
Os doentes e possessivos
Cada um que O procura
Recebe o Dom da Saúde,
Se suplica com fé pura.
        44
8.1-3     
Jesus descia a montanha
E muita gente a seu lado.
Aproximou-se um Leproso
E disse bem confiado:
Se queres pode limpar-se
“Quero”, E o homem ficou curado.
45
Jesus sempre fez o bem
Em todo e qualquer lugar.
Os mortos ressuscitou
E fez os coxos andar.
Expulsou os maus espíritos
E fez os mudos falar.
46
     Parábolas
Também Jesus ensinava
Usando Comparações
Para que o Povo simples
Recebesse suas Lições
E no futuro encontrasse
Presentes suas Intenções.
47
São as chamadas Parábolas,
Histórias que não se esquece,
Contém sempre uma Mensagem
Que nossa Vida esclarece.
Diante de qualquer fato
Sua Verdade permanece.
48
Quem possui cem Ovelhinhas
E uma fica na Floresta,
Quando nota sua ausência
Grande aflição manifesta
E volta logo a buscá-la
E achando-a faz uma Festa.
49
Quem perdeu uma Moeda
Pensa logo em procurá-la,
Abre a Luz e varre a Casa,
Em todo canto e lugar
E logo que encontra grita:
“Vamos todo festejar”.
50
Um homem tinha dois Filhos,
O mais novo disse ao Pai:
Quero logo minha herança,
Surpreso o Pai quase cai;
Mas atendeu seu pedido
E o filho pra longe vai.
51
Assim bastante enganado
Se julga muito feliz.
Leva consigo o que tem
Para um “distante País”
Achando que esta era a Vida
Do jeito que sempre quis.
52
Metido em gozos do mundo
Não vê o tempo que passa.
Perde tudo o que possui,
Com sua vida devassa.
Em lugar de ser feliz
Sente que tudo fracassa.
53
Levado por grande Fome
Emprego foi procurar.
Só depois de muita dor
Um Patrão pode encontrar,
Que o mandou cuidar dos porcos
Se quisesse trabalhar.
54
No meio da fedentina,
Com os porcos se agasalha,
Querendo matar a fome
Retira deles migalha.
Mas vem depressa um fiscal
Que seu desejo atrapalha.
55
Caindo em si, pensou ele:
Todo mundo em Casa come.
A fartura de meu Pai
É real e tem renome
E eu morando com os porcos
Aqui morrendo de fome?!
56
Vou me embora, disse o jovem,
Reconheço o meu pecado.
Vou dizer: meu Pai, pequei
Contra Deus, estou errado,
Mas agora me receba
Apenas como empregado.
57
Levantou-se e foi andando,
Para ter com o seu Pai.
Lá distante o bom Velinho
De Casa saudoso sai
E vendo ao longe seu Filho
Correndo alegre se vai.
58
Movido de Compaixão
Beijos e abraço lhe deu.
Seu Coração palpitante
De alegria se moveu
E tudo o que foi passado
O grande Pai esqueceu.
59
E o Jovem disse: meu Pai
Já não sou mais o teu Filho
Ofendi a Deus e a Ti,
Fui mal seguindo outro trilho
Trata-me como um empregado
E então terei novo brilho.
60
Mas o Pai falou aos servos:
Venham todos. Tenho pressa,
Tragam uma Roupa nova
Para trocá-la por essa.
Tragam também um Anel
E Calçados, bem depressa.
61
Vamos fazer uma Festa,
O Pai então ordenou:
Matem um Novilho gordo
Porque meu Filho voltou,
Com Vida foi encontrado.
E a Festa então começou.
62
Do Campo o Filho mais velho,
À Casa do Pai vem vindo,
E ao ouvir música e danças
Não sabe o que está sentindo.
Chama um Servo e lhe pergunta:
Mas... o que eu estou ouvindo?!
63
O Servo então lhe responde
Sem faltar com a franqueza:
Foi teu Irmão que voltou,
São e salvo, com certeza.
E teu Pai fez uma Festa
Para toda redondeza.
64
Então o Filho mais velho
Para a casa não quis ir.
Ficou longe murmurando
Contra o Pai a resistir;
Mas o Pai cheio de Amor
Com ele foi insistir.
65
Mas o Filho resistindo
Lhe responde muito irado:
Tantos anos que eu te sirvo,
Só faço o que é mandado,
Nunca me deste um Cabrito
Com que eu fosse festejado.
66
Mas agora fazes festa,
Te sentes muito feliz,
Porque voltou o teu Filho
Que arrependido se diz:
Mas ele gastou teus bens
Vivendo com meretriz.
67
O Pai então explicou:
Filho, tu és meu amado.
O que é meu também é teu;
Tu estás sempre a meu lado.
É Festa pois Teu Irmão
Perdeu-se mas foi achado.
68
( Sair, partir ou ausentar-se,
Deixar a casa onde mora
Tem tudo o mesmo sentido,
É o mesmo que ir-se embora.
É desprezar a Jesus
E largar-se mundo à fora.
69
Você caríssimo Jovem,
Que ao mundo sempre aparece
E a todos os seus convites
Com precisão comparece,.
Permita-me uma pergunta
Você aos Pais obedece?
70
Se você já se afastou
Dos bens espirituais
E nota que está caindo
Na trama do Satanás
Volte a Jesus e terá
Novamente Vida e Paz.)
71
João Batista e Jesus
João Batista estava preso
Mas ouviu falar de Cristo.
Então mandou perguntar:
Que fazes? O que é isto?
Será que és o Messias
Conforme estava previsto?
72
Jesus somente lhes disse:
Os leprosos são curados
Cegos vêem, coxos andam,
Os presos são libertados,
Surdos ouvem, mortos vivem,
Pobres são Evangelizados.
73
25-27
Eu Te bendigo, meu Pai,
Diz Jesus em Oração,
Porque negaste o Saber
A quem vive em presunção
Mas deste aos pequeninos
E humildes de Coração.
74
Geração má e perversa
Que vive na impiedade,
Pede que Eu mostre um sinal
Do poder da divindade;
Mas só depois de três dias
Sem Vida na obscuridade.
75
Missão dos doze
Jesus os doze convoca
E lhes falou: escutai,
Ide às Ovelhas perdidas
De Israel e as juntai.
O que de graça ganhastes
Aos outros de graça dai.
76
9-10  
Não leveis nem ouro ou prata
Nem dinheiro ou mantimento
Nem calçado nem bastão
Nem nada para o momento
Pois o operário merece
Ter dos fiéis seu sustento.
77
37-38 
Quem ama seu Pai ou Mãe
Muito mais do que a mim:
Quem não toma a sua Cruz
E não segue até o fim,
Não entrará em meu Reino;
Não me serve gente assim.
78
40-42 Quem vos recebe, recebe
Aquele que me enviou;
Quem vos rejeita, rejeita
Aquele que me mandou;
Quem despreza meu Irmão
Também a Mim desprezou.
79
A Minha Igreja
E a Pedro disse Jesus:
Contigo meu Pai esteja.
Serás forte como a Rocha
Tua fé por ti peleja,
Tu és Pedro e nesta Pedra
Edifico a minha Igreja.
80
Cuidado com as pessoas,
No meio de lobo estás.
Quem vos rejeita vos leva
Até mesmo aos tribunais,
Por Mim tereis de sofrer
Dos irmãos e até dos pais.
81
   Anúncio da Paixão
Quero dizer-vos também
Que vou sofrer muita dor;
Vou ser traído e arrastado
Perante o governador;
Vou ser julgado e ser morto.
Mas serei Triunfador.
        82
Pedro surpreso falou
Sem saber do que é capaz:
Bom Mestre não digas isto,
Deus Te livre e Te dê Paz;
Mas Jesus lhe diz: te afasta,
Tu pensas com santanás.
        83
Então Jesus diz a todos
Com voz firme e garantida:
Quem me acompanha que tenha
Vontade bem decidida,
Pois não vale ter o mundo
E depois perder a Vida.
        84
    Vigilância
Um dia perante o Templo
Assim falou Jesus Cristo:
Que majestade e beleza!
Que esplendor nunca previsto
Contudo em breve será
Destruído tudo isto! 
        85
2,4-4   
Fiquem pois de sobreaviso,
Evitem as bebedeiras,
As orgias e as desordens
Que provocam as cegueiras.
Procurem servir a todos
Com ações bem verdadeiras.
        86
O sol vai perder o brilho,
A lua sua claridade;
Os anjos vão ser chamados
Pra juntar a Humanidade,
Então o Filho do Homem
Vem julgar com Majestade.
        87
Dirá na frente dos Anjos
E dos justos de Deus Pai:
Todos agentes do Mal,
Lá nos tormentos ficai,
E vós Agentes do Bem
Na Glória de Deus entrai.
        88
Novo Anúncio da Paixão
Um pouco tempo depois
Que Jesus tinha falado,
Ele disse: vem a Páscoa
Estou bastante lembrado
E será o Filho do Homem
Traído e Crucificado. 
        89
Paixão e Ceia
Na última Refeição
Jesus lhes falou assim:
Isto é meu Corpo e meu Sangue
É vosso eterno Festim.
Eu lhes ordeno: fazei
Isto em Memória de Mim.
        90
Satanás entrou em Judas
Que logo foi procurar
Os Sacerdotes do Templo
Para com eles falar.
Vendeu Jesus por dinheiro
E logo O foi entregar.
        91
  Jesus no Getsêmane
O CAMINHO DA GLÓRIA


Depois da Ceia, Jesus
Foi fazer sua Oração;
No Jardim das Oliveiras
Sentiu angustia e aflição,
E disse ao Pai: Tua Vontade
Se realize, a minha, não.
        92
Depois de tantas angustias,
Como se fosse um castigo,
Vai aos discípulos que dormem
Sem prevê nenhum perigo,
E lhes diz: Vós não pudestes
Ficar uma Hora comigo?
93
Eles estavam inda falando
Quando mais longe avistou;
Eram soldados e Judas
Que logo se aproximou,
E lhe disse: Salve Mestre
E a Jesus Cristo beijou.
94
Jesus lhe diz: é com um beijo
Que trais o Filho do Homem?
Os soldados O amarraram
E com ira se consomem.
Enquanto isto os discípulos
Se afastam, todos se somem.
95
Jesus diz: Sempre entre todos
Fiz o Bem, com muito Amor.
Agora vocês me tratam
Com este cruel furor,
Como se Eu fosse um bandido
Ou um perverso malfeitor?!
96
Prenderam então Jesus
Com suas mãos para trás,
Com pancadas e empurrões,
Com violências mortais,
Arrastando-O até a casa
Do Sacerdote  Caifaz.
97
Cuspiam nele e batiam
Mas Jesus silenciou,
Fizeram lhe mil perguntas
Mas calado Ele ficou;
E até Pedro seu Amigo
Por três vezes O negou.
98
Vendo Pedro sua fraqueza
No meio de tanta gente
Sentiu a dor do pecado
Que lhe atingiu, de repente,
Saiu, com muita tristeza,
E chorou amargamente.
99
Caifaz não conseguindo
O que havia esperado,
O manda para Pilatos,
Governador do Estado;
Mas Jesus perante Ele
Também quis ficar calado.
100
Pilatos O envia a Herodes
Que queria O ver também.
Pede a Jesus um milagre,
Mas o milagre não vem,
Então O manda de volta,
O tratando com desdém.
101
Pilatos manda açoitá-lo
Sem a menor compaixão.
Vários soldados O rasgam
De golpes seu Corpo são,
Ficando todo uma Chaga,
Terrível Flagelação!
102
E como se não bastasse
As dores que já padeça,
Lhe dão as honras de Rei
Para que ao mundo apareça,
Puseram uma Coroa
De Espinhos na sua Cabeça.
103
Até mesmo Arimatéia
E Nicodemos se somem;
E Pilatos para todos
Que na fúria se consomem,
Mostra Jesus Flagelado
Dizendo forte: “Eis o Homem”.
104
Mas todos clamam e gritam,
Com o ódio de satanás
Levados pela inveja,
Por orgulho e muito mais,
Dizendo: Morte à Jesus,
Nós queremos Barrabás.
105
E Pilatos assombrado
Pelo povo descontente
Entrou e lavou as mãos
Se fazendo de inocente;
E entregou Jesus à Morte
Para calar toda gente.
106
E logo com crueldade
Nos seus ombros é lançado
O patíbulo da Cruz
Onde Ele vai ser pregado;
Sofre empurrões, sofre quedas,
Por todos é maltratado.
107
Quem via a Luz dos seus olhos
Sentia em si grande gosto,
Mas turvado por seu Sangue
Causavam dor e desgosto
“Quem me vê, disse Jesus;
Do meu Pai vê o seu Rosto”.
108
Mulheres seguem chorando
E lamentando o seu fim,
Mas Jesus fala bem firme
Lhes dando um conselho assim:
Chorem pelos seus pecados,
Por seus filhos, não por Mim.
109
 Jesus não tinha mais forças,
Para a Cruz que recebeu.
Seu Corpo estava abatido
Pelo o Sangue que escorreu,
Então os soldados deram
Sua Cruz ao Cirineu.
110
Jesus sofre horrivelmente,
A pior degradação,
Pois ser visto sem as vestes
É mortal humilhação,
Sortearam suas vestes
Na frente da multidão.
111
Na Cruz banhado de Sangue,
Ficou coberto de horrores
Também se podia dizer:
É este o Homem das dores.
Alem de tudo é contado
Também entre os malfeitores.
112
O Filho de Deus ferido,
É verdadeiro contraste,
É Deus em forma de Homem
Desprezado como um traste.
Até a Deus Ele reza:
“Porque Tu me abandonaste?”
113
Num esforço soberano,
Olhou para a Multidão
E falou para Deus Pai
De dentro do Coração:
Pai,  não sabem o que fazem,
Concedei-lhes o Perdão.
114
Dimas um dos dois Ladrões,
Que sofrem cruel castigo,
Diz a Jesus: eu queria
Em teu Reino estar contigo,
Jesus respondeu: hoje mesmo
Estarás no Céu comigo.
115
Ao pé da Cruz os soldados
Zombando e gritando forte,
Se divertem gargalhando,
Enquanto não chega a morte;
Pegam as vestes e a túnica
E entre eles lançam sorte.
116
Da Cruz Jesus dirigiu-se
À sua Mãe e a João:
“Eis teu Filho. Eis tua Mãe”.
Nova Família serão.
Então João A recebe
Desde aquela ocasião.
    117
E Jesus que já sabia
Ter tudo realizado,
A todos diz: “Tenho sede”.
E vinho azedo lhe é dado
E entregando o seu Espírito
Diz: “Tudo está consumado”.
118
Depois vieram soldados
Que seu Corpo inerte viram;
Mas com espada cruel
Seu Coração inda abriram.
Foi então que Sangue e Água
Do seu Coração saíram.
119
Contudo as pernas de Cristo
Os soldados não quebraram
E as Escrituras se cumprem,
Pois deste fato falaram:
“Todos verão, diz a Bíblia,
Aquele que traspassaram.

120
Jesus é Sepultado
Arimatéia pediu
A Pilatos pra tirar
O Corpo de Jesus Cristo
Da Cruz para O sepultar,
Pilatos não fez questão
Permitiu: podem levar.
121
Jesus, Semente que é Vida
Para toda criatura,
Foi enterrado no chão
Na sombria sepultura,
Pois, só Semente que morre
Renasce e produz fartura.
122
Se passaram os Três Dias
Depois que tudo findou;
Mas Jesus ia Reviver,
Pois Ele mesmo falou.
Anjos às mulheres dizem:
“Não está, Ressuscitou"
123
Ressurreição
O Sepulcro está Vazio,
Disseram pra todo lado.
Simão Pedro foi depressa
Com o Discípulo amado:
Seu Corpo lá não estava
Só o Sudário dobrado.
124
    Jesus está Vivo
11-15  
Madalena também foi,
Chorava forte e dizia:
Tiraram o meu Senhor
Não tenho mais alegria;
Mas um Homem lhe aparece
Era Jesus que vivia.
125
16-18  
Surpresa ela diz:! Ó Mestre
E a seus pés logo Ela cai.
Jesus lhe diz: não me toques,
Pois não subi a meu Pai.

Madalena então gritando:
“Vi Jesus”, a todos vai.
126
19     Os discípulos movidos
Por tudo o que aconteceu
Se trancaram, pois o medo
A todos emudeceu;
Mas Jesus que é Vida eterna
Entre eles apareceu.
127
20-24  
E diz: Recebam o Espírito
E fiquem pacificados;
A quem vocês perdoarem
Serão todos perdoados,
Se vocês não perdoarem
Ficarão em seus pecados.

128
24-29   Mas Tomé estava ausente
Quando Jesus se mostrou,
Outra vez ele se achava
E Jesus assegurou:
“É feliz quem não viu
Mas em Mim acreditou”.

129
Missão dos Discípulos
Jesus aos onze falou:
Vão pregar a penitência
Para toda criatura,
E Eu mando o Espírito Santo
Que dá Força, Livra e Cura.
130
     Ascensão
Depois estendendo as Mãos,
A todos abençoou,
E enquanto os abençoava
Dos Discípulos se afastou,
Lentamente foi subindo
E uma nuvem O ocultou.
131
Ficaram olhando os Céus,
Porém sem verem ninguém;
Então dois Anjos disseram:
Voltem pra Jerusalém.
Esperem, no fim dos tempos,
Com grande Glória Ele vem.
132
Este Evangelho da Vida
Cresceu e ganhou Renome;
Jesus, Palavra de Deus
Cada um  consigo  tome.
Pela Fé todos teremos
A Salvação em seu Nome.
133
         Conclusão
No Mar do tempo ficamos;
Puxamos o Barco da Vida
Lançando as Redes da Pesca
Sem conseguir a Comida.
Na Praia Jesus tem Pão
E a todos nós nos convida.
134
Se tudo o que Jesus disse
Fosse escrito e espalhado
Nem os cinco Continentes
Caberiam seu recado
Mas Ele espera de todos
Que seu Amor seja amado.
135
Agora abra o Evangelho
Palavra de Deus presente;
Reze muito e leia sempre
Vamos viver diferente
Vivendo agora em Jesus
Temos Vida eternamente.
28/10/03

Pe. Saraiva


domingo, 14 de fevereiro de 2010

Lista Completa de Sites

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

JESUS TE CHAMA

1
1Pd 29
O Senhor justo Juiz
Rei de todas as Nações,
Conhece bem as pessoas
E também seus Corações,
Sabe livrar os piedosos
Das dores, das provações.
2
Jo 10,10
“Mas reserva para maus
Uma vida em desatino,
Com muitas dores e angustias;
Fogo eterno é seu destino,
Para os que gozam da carne
Com desprezo ao Ser divino.
3
Mas o “Senhor o nosso Deus
Quer te dar Vida Abundante”,
Muita Paz, muita Alegria
Felicidade constante,
Te arrependa e busca a Igreja
“Terás perdão num instante.”
4
Deus te ama e te perdoa
Esquecendo o teu passado,
Ele quer ver-te vivendo
Com Jesus ressuscitado,
É melhor morrer de fome
De que viver do pecado.
 5
Sempre  Virgem Mãe de Deus
Compassiva, meiga e calma,
Obrigado pois nos deste
Jesus que perdoa e acalma,
Quem não é Virgem no Corpo
Ele o faz Virgem na Alma.
6
“TeuCorpo éCasa de Deus
Do Espírito querido”.
Quem te chama é Jesus Cristo
Pois de ti não é esquecido.
Busca Jesus que é vida
Não morra com o Encardido.
7
Sempre Virgem Mãe de Deus
Recupera a minha irmã,
Recupera aquele jovem
Que mancha a Vida cristã,
Pois quem vive PHN
Será feliz no amanhã.
8
Sempre Virgem Mãe de Deus
Pura em toda existência;
Roga a Jesus que eu consiga
Reviver minha inocência,
Por Hoje Não vou pecar
Me dê força e persistência
29/11/01
9
Corrige quem está no erro,
Com ternura e compaixão.
Aceita também que os outros
Corrijam teu Coração.
Sê justo e nunca serás
Membro em decomposição.
10
Contra os injustos aplica
A correção que convém,
Pois corrigir é Amar,
É querer salvar alguém.
Não uses a adulação
Pois ela destrói o bem.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

CONDIÇÃO PARA ENTENDER A SAGRADA ESCRITURA

C/f, S. Boaventura
1
De Deus Pai, fonte das Luzes
Veio toda a Criação.
Também a Bíblia nos veio
Pela sua Devoção,
Foi dela que Deus nos fez
Divina Revelação.
2
De Deus Pai, por Jesus Cristo,
Nos veio o Espírito Santo,
Que ilumina e nos renova
Por seu Vigor e Encanto,
Nos dando a Fé que nos faz
Cantar a Deus “Novo Canto”
3
Pois a Fé é Dom de Deus
É forte iluminação,
Dos Mistérios revelados
Para a nossa Salvação.
É conhecer com firmeza
Com os olhos do Coração.
4
Quem tem Fé em Jesus Cristo
Que dentro de si habita,
Se reza ao Espírito Santo
Pedindo sua Luz bendita,
Por certo para entender
A Escritura se habilita.
5
Pois a Fé é o Fundamento
De toda Compreensão.
É Ele que nos apóia
Em qualquer vacilação,
E nos dá o rumo certo
Na correta direção.
6
É pela Fé, Dom de Deus,
Que nos dá o Sumo Bem,
Que meditamos nos atos
Do Saber que nos convém,
Sem Fé a propria Escritura
Só contradições contém.
7
Deus nos deu a Santa Bíblia,
Com Amor para ser crida,
Aceita e também amada,
Ser Praticada e Vivida,
Pois ela é Palavra eterna
Que a todos garante a Vida.
8
Na Bíblia, portanto temos,
A incomparável Verdade,
Comunicada por Deus
Para toda a Humanidade,
A Ciência verdadeira
Da Vida de Caridade.
9
A Plenitude da Vida
Deus a todos nos deseja,
Por isso nos deu a Bíblia
O “Livro da sua Igreja”
Para quem quer Vida nova
E contra os males peleja.
10
Vamos voltar a Deus Pai;
Do princípio comecemos,
Com Fé pura e confiante
De Deus nos aproximemos.
Nossos Corações sinceros
Ao Santo Espírito inclinemos.
11
Pois só com Ele entendemos
A Linguagem da Escritura,
Seu Sentido e Extensão
Seus efeitos, sua largura,
Toda a sua Profundidade
E também a sua Altura.
12
Na Ciência da Escritura
Encontramos a Verdade,
Conhecemos o Amor
Da Santíssima Trindade;
Se por Ela nós vivemos
Vemos Deus na Eternidade.
13
Agora vamos nos pôr
Diante de Deus de Pé.
Vamos rezar ao Espírito
De Jesus de Nazaré;
Elevemos nossas vozes
Com Fervor e muita Fé.
14
"Vinde Espírito de Deus
Enchei nossos Corações,
Desfazei toda mentira,
Livrai-nos das tentações.
Conduzi a nossa Vida
Para às Celestes Mansões.

02/02/01

Pe. Saraiva

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

VISÃO GERAL DO LIVRO DA HUMANIDADE

1
O melhor Livro do mundo,
Por seu Saber e Verdade
É a Bíblia que todos chamam,
“O Livro da Humanidade”
Porque contém o “sentido
Da Vida e da Eternidade”.
2
São muitos os exemplares;
Chegam quase a três bilhões.
O mundo inteiro conhece
A Bíblia em suas traduções,
Ela está no Povo simples
E nas mais Nobres Mansões.
3
Tanta procura da Bíblia
Foi sempre um fato real
Por ser Ela a Fonte firme
Da Vitória contra o Mal
Pois Ela mostra o Caminho
Que leva ao Deus Imortal.
4
Não é fácil entender,
As Lições que a Bíblia ensina
Mas quem Crê, Estuda e Reflete
O seu BomSentido atina
Pois é Deus quem fala a todos
Com Pedagogia Divina.
5
A Bíblia não veio prontinha,
Do Mistério Tributário.
Ela se faz lentamente,
No esforço Comunitário,
Nas Esperanças e Angustias,
Do sofrimento diário.
6
É nos momentos difíceis,
Nas horas de sofrimento,
Nos desenganos, nas dores,
Nas crises, no abatimento
Que nós percebemos Deus
Nos dando seu Ensinamento.
7
A Bíblia veio do Povo,
Das dores que ele agüenta
Buscando sempre ser firme
Na Fé que em Deus alimenta,
E do Espírito Divino
Que ilumina, move, esquenta.
8
Palestina ou Babilônia,
Grécia, Itália ou Egito,
Foi-se formando a Escritura
O Livro do Deus Bendito,
Onde quer que o Povo esteja
Vivendo alegre ou aflito.
9
Os lugares são diversos,
Onde se encontra o Senhor.
Em muitas localidades
Deus revela o seu Amor.
Quando Deus quer Ele escolhe,
Entre o Povo seu Escritor.
10
Não foi escrita num dia,
Nem num ano ou num deânio.
Foi em séculos em séculos,
Passou de meio milênio.
Ninguém faria tal coisa
Nem mesmo se fosse um gênio.
11
Por isso só devagar,
Vai surgindo o ensinamento,
Ora falado, ora escrito
Em forma de Documento
Que mais tarde forma o Livro
Do Sagrado Testamento.
12
A Bíblia portanto é fruto
Do próprio Deus, o Senhor,
Que ensina a Santa Verdade,
Do Espírito do Amor:
É fruto também do Homem
Que Deus fez seu Escritor.
13
A Bíblia fala de tudo,
Fala de Deus e do Mundo;
Mostra o que é simples na Vida,
Mostra o Mistério profundo.
Vivendo a Bíblia sou livre,
Em nada mais me confundo.
14
A Bíblia fala de Deus;
Mas tem Cartas e Sermões,
Provérbios e Profecias
Salmos e Lamentações,
Filosofia e Romances
E muitas Meditações.
15
A variedade de assuntos,
Faz a gente se espantar;
Coisas Alegres e Tristes
Estão sempre a se mostrar:
Tudo o que dá para rir
E também para chorar.
16
Mas em tudo há um Propósito
Do nosso Deus de Bondade,
Ele quer que não percamos
A Esperança e Caridade
E estejamos sempre Livres
De todo erro e maldade.
17
A Bíblia tudo revela:
As Virtudes e o Pecado,
Os Acertos e os Enganos
E tudo o que é praticado;
Mas quer que sejamos Livres
Evitando o que é errado.
18
Abraão foi o primeiro,
Que recebeu a Verdade.
Viveu a Fé e cresceu
Em Justiça e Santidade,
Depois surgiu Moisés
Formando “Comunidade”.
19
Deus falou ele Atendeu,
Com fortesResolução.
Dirigiu-se a Faraó
Em Nome do Povo irmão,
Para troná-lo liberto
Das garras da Opressão.
20
Assim Deus quis convocar
Um Povo para ser seu;
E livremente Ele amou
E com ternura o escolheu,
Dizendo: Eu sou o teu Deus
E tu serás Povo meu
.

21
Esta Verdade é aSemente
Que gerou uma História
De Lutas, de Sofrimento
Mas também de muita Glória,
Pois com Deus o Povo escravo
Conta Livre sua História.
22
A gora temos a Bíblia,
A História da Salvação;
Registro do Amor de Deus
Para cada Geração;
A Carta que Deus nos deu
Do seu próprio Coração.

23
Esta História foi contada,
E cantada em Prosa eVerso.
Se formaram muitos Livros
Deste Povo do Universo
Que também até eu mesmo
Nesta História estou imerso.
24
Mas a prudência da Igreja
E a Luz do Espírito Santo
Escolheram uma lista
Dos Livros de mais encanto
Para servirem de Guia
Como um Farol Sacrossanto.

25
Sem separar Jeremias
Das suas “Lamentações”
São setenta e dois os Livros
Que nos dão informações
Do Amor de Deus por nós
Em todas as gerações.
26
São quarenta e cinco os Livros
Do Primeiro Testamento
Que dão ao Povo sofrido
Um forte Reavivamento
Da esperança no Messias,
Que vem a qualquer momento.
27
Mas o Novo Testamento,
São apenas Vinte e Sete
Que falam de Jesus Cristo
E ao seu Amor nos remete.
Cada Livro mostra a Glória
Do Amor que Deus nos reflete.
28
Novo e Antigo Testamento
É “o Livro da Humanidade.
Não são dois livros opostos;
Mas formam uma Unidade,
Falam do mesmo Jesus,
Caminho, Vida e Verdade.
29
É preciso Fé em Deus,
E em Jesus ter Fé também.
Ter Fé no Espírito Santo,
Que é o Amor do Sumo Bem,
Pois só Ele nos recorda
O Ensino que nos comovem.
30
“Falar, se aprende falando”,
Também se pode dizer:
É lendo a Bíblia Sagrada
E lendo sempre a valer
Que chegamos com certeza,
O seu Sentido entender.
31
Pois Deus nos fala na Bíblia;
Na Bíblia com Deus falamos.
Se os fatos que Ele nos mostra
Com os nossos comparamos,
Descobriremos, por certo,
Como Ele quer que vivamos.
32
Nem tudo se acha no “Escrito”;
É preciso interpretar
Buscando frases diversas,
Tiradas doutro lugar
Para termos a certeza
Do que Deus quer nos falar.
33
Por isso mesmo é importante,
Ler muito, constantemente.
LerRezando e Rezar Lendo
Sem preguiça em nossa Mente
“Pois Deus ensina a quem pede
E persevera insistente”.
34
Na Plenitude dos Tempos,
Se deu a grande mudança.
Em Jesus se realizou
Aquela antiga Esperança,
Agora quem fica em Cristo
Vive livre e o Céu alcança.
35
“Pois, Deus pai de muitos modos,
Tendo ao seu Povo falado,
Pelos Profetas e outros
Dentro do tempo passado,
Falou nos últimos dias;
Por seu Filho muito amado”.
36
“Pois um dia dentre as nuvens,
Uma Voz solene sai
Dizendo: Este é o meu Filho
Muito amado, O escutai”,

Foi assim que Jesus Cristo
Foi mostrado por Deus Pai.
37
Jesus, portanto, é a Palavra
Que o próprio Deus nos falou,
É a Palavra que é Deus
Que entre os Homens habitou,
E explicando a Vida eterna
A Salvação nos mostrou.
38
Falou Palavras de Deus,
Que a Vida eterna contém.
Realizou a Vontade
Que o Pai celeste mantém
E além disto ver Jesus,
Já é ver Deus Pai também.
39
Na Pessoa de Jesus,
Se mostra a Santa Trindade;
Suas Palavras, suas Ações,
Demonstram sua Divindade
Sua Morte e Ressurreição
Completam toda Verdade.
40
Por isso em Cristo Jesus,
Deus Pai alcança sua meta,
Pois toda a Revelação
De seu Amor se completa,
Em Jesus que é Deus e Homem;
O seu Divino Profeta.
41
As Palavras de Jesus
Eram Fortes e Vibrantes,
Pois davam Paz e Alegria
Aos carentes suplicantes;
Mas ficaram revoltados
Os Ricos e Governantes.
42
Preferindo suas idéias,
Rejeitaram a Jesus;
Acharam melhor as trevas,
Não quiseram ver a Luz.
Condenam e dão a Morte
O Filho de Deus, na Cruz.
43
Mas Deus Pai, o Amor eterno,
Por seu Filho demonstrou.
Sendo Vida e amando a Vida
Sua Vida Conservou,
Por isso com seu poder
Da Morte O Ressuscitou.
44
E agora todos podemos
Encontrar Felicidade
Em Jesus, Palavra eterna,
Que nos falou a Verdade
Pois “só Jesus é o Sentido
Da Vida e da Eternidade”.
Pe.Saraiva